O sonho de Einstein…
...e bilhões de pessoas!

Apesar da maioria das pessoas não ter consciência de que são vítimas da imposição do sistema perverso vigente,começa a realizar-se o sonho de celebridades como escritores, cientistas, inventores e premiados Nobel, como H. G. Wells, Baden Powel, Rudolf Diesel, Rabindranath Tagore, Herbert Wells, Constantin Ciolkowski, William James, Upton Sinclair, Louis Lumière, Charles Richet, Romain Roland e Albert Einstein! 

 
 

Bilhões de pessoas como Você, a sentir a extrema 
necessidade de comunicação linguística inteligente!

Governantes ou líderes da economia privada, formuladores 
de políticas, precisam se dar conta da falência do inglês 
como LCMA – língua de comunicação mais ampla. 

As barreiras linguísticas criaram e realimentam, dia após dia, 
duas imensas classes de cidadãos com base em sua língua.



Uma, considerada de primeira classe, os falantes nativos do inglês, obviamente orgulhosos do privilégio que lhes garante boa parte de suce$$o nas relações internacionais. Claro, essa gente não está disposta a mover uma palha para mudar a situação.

Outra, de segunda classe, formada por não nativos de países de fala inglesa, a maior parte da população do planeta. Bilhões de nós, falantes de uma das outras 7.000 línguas, descaradamente discriminados, em desvantagem social, política e econômica. Obrigados a aprender a língua imposta. Vítimas de incontáveis caça-niqueis como os falsos cursos de inglês a pulular a Terra.

Paradoxalmente, o inglês tecnicamente está entre as línguas menos adaptáveis às exigências da comunicação internacional.

Suas deficiências o desaconselham completamente: fonética muito particular e inadequação de sua escrita (crianças anglo-saxãs apresentam índices de dislexia mais elevados), vocabulário imenso, gramática aparentemente simples, porém complicada, com quantidade enorme de idiomatismos ou expressões imprecisas, usos inesperados, indigenização etc.


Diversos cenários o comprovam.

Por exemplo: sua adoção como língua oficial na Índia por ocasião de sua independência. Na verdade a escolha, por razões políticas, preteriu as línguas locais para não favorecer nenhuma das regiões da ex-colônia britânica. Hoje, após décadas de imposição, escassos 2 a 4% da população falam inglês. De Norte a Sul, a comunicação dá-se melhor através do hindi, nativa da Índia e uma das 25 línguas mais faladas no planeta.

Cada povo tem sua língua e Fasile21, a língua que criamos arte e cientificamente para tal finalidade, pertencerá a todos os povos, sem necessidade de nos pagar um centavo. 

Fasile21 é a língua mais fácil do planeta porque não tem verbos irregulares, nem acentuação. 

Você aprende sua gramática com alegria, facilidade e deslumbramento: inovadora, criativa e poderosa, com vocabulário reduzido, mas surpreendente capacidade de expressão.

A Língua Mágica significa certeza de entendimento racional e global no terceiro milênio, além do cumprimento da Declaração Universal dos Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas.

 


FAS + IL + E 21
significa instrumento (ile) de facilidade (fase) para o século 21 

Ao aprender Fasile21, Você verá claramente que sua melhor qualidade é a lógica.

Através da minimização de recursos obtivemos a maximização de resultados: 
a criação da língua facílima, porém super produtiva. 

Veja abaixo a formação de algumas palavras a partir do conceito de saúde, san.

San.e 
Saúde

San.aw.e 
Doença

San.i 
São ou sã

San.ist.o
O profissional de saúde

San.ij.e 
Autocura

San.ist.a 
A profissional de saúde

San.ig.e 
Cura 

San.ist.u.y 
Profissionais de saúde 

San.ig.ar 
Curar 

San.ik.e 
Medicina ou ciência da saúde  

San.ig.aj.e 
Remédio 

San.ar 
Estar saudável, sã ou são

San.ik.ist.o 
Cientista de saúde

San.aw.ar 
Estar doente 

San.aw.in.e 
Hospital

 

A inédita naturalidade e a surpreendente racionalidade de Fasile21 cientificamente viabilizam sua adoção por parte de todos os povos, pois a criamos com base na escrita puramente fonética, cada símbolo a representar um som, na Fasi Frazike, a gramática fácil. 

Fasile21 não tem sinônimos inúteis, nem prefixos, sufixos e regras desnecessárias, nem a miríade de exceções  presentes nas línguas naturais, impostas por circunstancias ou por interesses execráveis ao longo dos séculos. 

Enquanto seus pronomes são flexionados para gênero e número apenas quando necessário, seus sufixos dançam ao redor das palavras-raízes num estilo fantástico, lógico e criativo. 

Artigos definidos ou indefinidos são evidentes e muito mais precisos, todavia facílimos. 

A língua foneticamente mais rica, a polonesa, contem 56 fonemas, enquanto a inglesa contem 46, por isto infernal para quem é obrigado a aprendê-la. 

Em Fasile21 há apenas 24 fonemas – os mais fáceis, viáveis e universais. 

A propósito, as pessoas estão considerando Fasile21 a língua mágica! 

Por que? 

Primeiro, ela pode ser ensinada às crianças sem as tradicionais, longas e tediosas explanações, simplesmente utilizando-se desenhos! 

Segundo: Não é preciso recorrer ao dicionário para descobrir a categoria gramatical das palavras!  

 



Precisamos nos comunicar global e inteligentemente…

Comecei a aprender Fasile21 porque eu pretendia ter uma ideia pessoal e também para confirmar tudo o que se comenta a respeito. Agora, sem dúvida, posso afirmar que o projeto tem grande potencial e possui todo o necessário para atingir os objetivos internacionais. 

O "motto" de neutralidade, simplicidade e lógica do qual emerge o coloca à frente de todos os demais projetos de língua internacional. Mais, da mesma forma que todas as pessoas que estão aprendendo Fasile21 posso participar ativamente no desenvolvimento e no aperfeiçoamento do projeto.

Emmanuel Gamache
Montreal, Canadá

 

Projeto muito superior ao Esperanto

Primeiro, ao aprender Esperanto, comprovei que ele é complicado quanto a regras e pronúncia. Interlingua e Romanova, facilmente entendíveis por falantes de línguas românicas, embora destinadas a ser idiomas “para todas as nações”. 

Continuando, encontrei o Ido: os elogios a seu respeito faziam supor refinamento, atualização e simplificação do Esperanto, apesar de complicado de aprender…  

Finalmente, quase por acaso, encontrei Fasile21, que desde o início me pareceu muito interessante. Agradou-me muito, pela fácil e potente lógica de construção de palavras e pela simplicidade na pronúncia.

Alberto Escribano
Murcia, Espanha

 

No Futuro, em qualquer parte do mundo, um terráqueo encontrará outro terráqueo 
e ambos conversarão com eficiência e naturalidade!

B. Egon Breitenbach, principal autor de Fasile21 



Fasile21 - Klivi linge par ol manuy!
A língua inteligente para todos os humanos!

Para registrar-se 
clique e faça contato!

 

Kopi Rayte 2.019 Fasile21 Porto Alegre, RS. Brasil.